Tag: Advocacia home office

Advocacia home office: como fazer da sua casa o seu escritório

AddThis Sharing Buttons

advocacia home office fazer casa escritorio

Com a recomendação de isolamento social para conter o contágio pelo COVID-19, diversos escritórios e empresas têm exigido que seus colaboradores fiquem em casa. Todos nós temos que nos esforçar para “achatar a curva de contaminação” desse novo vírus (se quiser saber um pouco mais sobre o posicionamento do Jusbrasil sobre isso, clique aqui).

Esse modelo de trabalho remoto, entretanto, já é utilizado de maneira bem-sucedida por muitos advogados no Brasil todo.

No passado, parecia impossível um advogado trabalhar de casa ou, na linguagem mais descolada, fazer home office. Com processos em papel, reuniões com clientes e parceiros, e organização de documentos em pastas, o espaço físico seria insuficiente para armazenar coisas pessoais e profissionais em um só lugar.

A tecnologia mudou esse cenário. Advogados sequer precisam estar no mesmo espaço para trabalhar em equipe. Com o processo eletrônico, por exemplo, ele ou ela podem protocolar uma ação usando qualquer computador habilitado.

Se você quer advogar ou aumentar sua eficiência trabalhando em casa, precisa entender o seguinte.

Escritório físico é só um sonho de consumo

A faculdade de Direito não ensina ninguém a gerenciar seu próprio negócio, mas, tirando aqueles que desejam atuar no setor público, quase todos os que saem de lá sonham em ter uma sala e construir o seu escritório. Desapegue dessa ideia. A advocacia não exige um espaço físico para funcionar, isso é apenas uma questão de status.

Um smartphone, um computador e outros aparelhos funcionais – impressora, scanner – são tudo o que você precisa para trabalhar. E, claro, não se esqueça de ter um serviço bom de internet.

A comunicação com os clientes pode ser feita virtualmente. Basta um smartphone ou um computador e uma aplicação como o Skype ou Appear.In para conversar com eles. São raras as pessoas que vão ao escritório para falar com o advogado em particular – por que perder tempo de deslocamento se há tantos meios de se comunicar?

Caso o cliente precise de uma reunião presencial, existem os coworkings. Além disso, você pode ir ao seu cliente, encontrando-o em lugares mais intimistas e leves como uma cafeteria ou na própria casa dele.

Você não precisa concentrar seu trabalho em um escritório. Inove! Não se limite a tradições sem fundamento.

O céu é o limite quando se trata de conseguir novos clientes

Quando você se alia à tecnologia sua atuação profissional não tem limites. Você pode atrair clientes de qualquer lugar, já que a presença física é só um detalhe.

Ninguém tem um cliente só. Mesmo que tenha, esta não é a intenção. Controlar todas as ações – do primeiro contato até o encerramento do processo – é possível se você escolher um software jurídico adequado. Ele vai fazer o papel do seu escritório, tudo online.

Como cartão de visitas, você pode escrever artigos e disponibilizá-los na internet, mostrando valor para pessoas que estão em busca das soluções que você pode oferecer como profissional. Aproveite as plataformas de publicação; seu conteúdo será melhor distribuído nelas do que em seu site com poucas visitas. Isso te dará alcance nacional, senão internacional.

Você não precisa estar no mesmo lugar que seu time

Trabalhar remotamente não exclui o trabalho colaborativo. Se a tecnologia permite que você advogue para pessoas distantes de você, por que não contar com o apoio de outros profissionais também remotos?

Isso é possível.

Estruture uma rotina, entre em contato com profissionais de confiança e crie seus vínculos com eles.

Gerenciar isso se torna simples quando você usa plataformas apropriadas para encontrar o apoio adequado. Quanto melhor você organizar e distribuir o trabalho, mais produtivo e rentável seu trabalho será. Mas lembre-se: valorize o profissional que você contrata, com isso você valoriza sua própria classe.

Fuja do caos: preveja, delegue, organize-se

Trabalhar em casa demanda que você se organize e tenha um fluxo de tarefas bem definido para não perder o foco.

Ferramentas de gerenciamento de atividades podem ajudar a delegar tarefas. Editores de texto na nuvem podem facilitar o trabalho simultâneo. Você vai perceber que o seu tempo vai ser melhor aproveitado quando sincronizar agendas digitais e usar ferramentas para distribuir as atividades, por exemplo. O mundo está nas nuvens.

Esqueça o caos de ambientes barulhentos, onde todas as conversas cruzadas e pessoas falando o que as outras devem fazer atrapalham a concentração.

Não precisamos nem falar – mais uma vez – que você tem mil maneiras de se comunicar virtualmente. Foco. É só isso que você precisa.

Uma dica final: tenha metas e objetivos bem definidos, claros e fáceis de acessar. Assim, se o gestor do time não estiver disponível, outros membros saberão qual o fluxo ideal e quais são as tarefas que precisam ser completadas.

Para além de contribuir para achatar a curva de contágio do COVID-19, o home office, quando bem utilizado, ainda traz uma série de benefícios.

As duas principais vantagens que o advogado pode usufruir deste modelo de trabalho são a economia de tempo e dinheiro. Por exemplo: trocar as horas preso no trânsito por um período mais produtivo e trocar o custo de manter um espaço físico por trabalhar no conforto de casa.

É mais fácil ser produtivo onde há foco e conforto. Sua saúde, seus clientes e sua mente agradecem.

Texto de Luís Gabriel
Por Blog do Jusbrasil
Fonte: blog.jusbrasil.com.br