Em sincronia com Bolsonaro, deputado apresenta projeto que pede fim ao Exame de Ordem

Em sincronia com Bolsonaro, deputado apresenta projeto que pede fim ao Exame de Ordem

 

 

1

O deputado federal José Medeiros (Podemos-MT) apresentou um Projeto de Lei (PL 832/2019) que “extingue a exigência do Exame de Ordem” para exercer a profissão de advogado. A medida é vista com bons olhos pela base governista, uma vez que está em sintonia com os projetos de Jair Bolsonaro, que tem interesse em acabar com obrigatoriedade da prova aplicada pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

 

Ao ser questionado, o deputado ressaltou que é necessário ter o princípio da isonomia, principalmente no que se refere a exercer a profissão de advogado. Ainda de acordo com o parlamentar, para atuar em cada profissão é exigido um nível de conhecimento estabelecido pelo Ministério da Educação (MEC).

 

“Ou a lei rege a todos ou não rege a ninguém. Temos um sistema de ensino que é lastrado na Lei de Diretrizes e Bases (LDB). Nessa norma, para exercer cada profissão é necessário cumprir um currículo mínimo para cada ramo de atividade, exigido pelo MEC”, destaca.

Medeiros avalia que para todas as profissões a lei é transparente, no sentido de autorizar a atuar na profissão após conclusão do curso. “Na LDB pressupõe o seguinte: no momento em que se recebe aquele diploma do MEC, você está apto a exercer aquela profissão. Dessa maneira, o engenheiro recebe o diploma dele e pode ir trabalhar. Com o médico, da mesma forma. Agora que estudou para ser advogado, não tem esse mesmo direito”, analisa.

Ao defender a proposta, o parlamentar acredita que existe uma espécie de controle de mercado ao exigir aprovação no exame de Ordem para o advogado entrar no mercado de trabalho. No caso de outras profissões também de destaque, não há exigências semelhantes ao mundo jurídico. O deputado apresenta alguns exemplos.

“Diversas narrativas dizem que o curso de Direito não forma advogado? Forma o que então? Bacharel. Se bacharel não é advogado, é o que mesmo? É uma entidade? Pois o bacharel em engenharia é engenheiro. Bacharel em Medicina é médico. Já o bacharel em Direito não pode ser advogado pois defendem que para exercer a advocacia deve passar em um concurso. Isso é conversa de quem quer controlar mercado”, questiona.

Críticas

Ao avaliar o projeto, o congressista destaca o interesse em apreciar a validação dos diplomas expedidos pelo MEC. “A discussão a ser feita é a seguinte: temos que saber se esse diploma do MEC tem validade ou se não tem. Se ele não vale para o curso de Direito, então não pode valer para nenhuma outra profissão. Não é possível que esse asteroide caiu somente no curso de Direito”, pondera. Na opinião de Medeiros, se o diploma do MEC não tem validade para os profissionais exercerem a profissão, “então todas as profissões têm que fazer um exame similar”, analisa.

 

Para avaliar a repercussão do projeto o deputado realizou ontem (19) uma enquete em seu perfil no Twitter. Mais de 65% dos votantes apoiaram a iniciativa do parlamentar.

Fonte: http://www.justicaemfoco.com.br

 

8.9KShare to WhatsAppShare to LinkedInShare to Imprimir


61 comentários

    1. Rodrigues21/2/19 11:13

      Concordo com o projeto de Lei, o diploma do curso de Direito emitido pelo MEC deve ter ser valido como para qualquer outro curso de nível superior.

      Responder

 

    1. Unknown21/2/19 14:27

      Não concordo com esse projeto. Quem é formado em Direito não é advogado. Se assim fosse automático, também não precisaria fazer prova para ser juiz ou promotor, por exemplo. Acho que a prova tem que ser mais rigorosa aumentando a nota mínima de 5 para 7.

       

       

 

    1.  

 

    1. A oab não pode aplicar concurso publico visto que e para exercer a profissão, não ganha salario se passar na ordem tem que pagar ainda anuidade não faça analogia de idiota….

       

       

 

    1.  

 

    1. O que o Exame da OAB tem haver com concurso público?

       

       

 

    1.  

 

    1. Unknown22/2/19 01:54

      Concordo plenamente com o projeto de lei. Na minha opinião quem tem a capacidade de ti avaliar e dizer que vc estará apto São as suas avaliações contínua através da capacidade dos renomados professores e que vc cursa durante 10 semestre. Então se ele ti aprovam é porque tens capacidade.nao vamos ser hipócritas em desmerecer os méritos dos professores é além disso não é apenas uma prova da OAB que ti dirá se vc é capaz ou não. I o tempo 5 anos d faculdade e suas avaliações contínuas q vc fez em aula e sua aprendizagem é essa prova uma única prova da OAB q diz q vc tem capacidade??? Isso sim é ser hipocrita

       
       

 

    1.  

 

    1. Quem concorda com esse projeto,não sabe o que esta falando!Pronto.

       
       

 

    1.  

 

    1. Diego Nunes21/2/19 11:49

      Papo de Bacharel.deixa de mimimi e vai estudar.

      Responder

      Respostas

       

       

       

 

    1. Observa-se que pela sua postagem, você está certo! Portanto, vá estudar.

       

       

 

    1.  

 

    1. Este comentário foi removido pelo autor.

       

       

 

    1.  

 

    1. A petulância do advogado é tão grande que mesmo os que perderam anos até passar na OAB afirmam que são a favor.

       

       

 

    1.  

 

    1. Não é petulância. Eu passei de primeira. É questão de alguém opinar sem conhecimento de causa!

       

       

 

    1.  

 

    1. Anônimo21/2/19 22:37

      Interessante seria se um desses que concordam com o fim do exame de ordem contratasse como seus advogados um dos muitos bacharéis que passam 5 anos da faculdade empurrando com a barriga, terminando o curso na base da cola… Ai queria ver colocarem um bem precioso na mão de qualquer um!

       

       

 

    1.  

 

    1. Olha o ser superior se manifestando ….

       

       

 

    1.  

 

    1. Graduado a bacharel ou advogado. Você paga 260 reais em uma prova, da qual se você passar, terá que pagar pelo resto da sua vida anuidades para poder trabalhar. O amigo ali outrora, disse que se não houvesse o exame, não saberíamos diferenciar o bom e o mal profissional, se for assim. Toda vez ao passar no medico deveríamos nos perguntar se ele empurrou com a barriga ou não a faculdade. Exame para todas as categorias ou para nenhuma.

       

       

 

    1.  

 

    1. Só os idiotas e puxa-sacos da OAB querem esse exame caça niquel, reserva de mercado

       

       

 

    1.  

 

    1. Com exame da ordem já existem péssimos profissionais, imagine sem.
      Situação delicada, até porque se for reduzir a prova do exame a uma simples dissertação, uma galera continua pra trás.

      Responder

      Respostas

       

       

       

 

    1. Tem médico que mata pessoas, engenheiros derrubado prédio recém construído e ninguém se preocupa em provar a aptidão pós graduação

       

       

 

    1.  

 

    1. Menos “rede social”, e mais estudo. Assunto superado.

      Responder

      Respostas

       

       

       

 

    1. Melhor argumento. Esqueceu da Netflix.

       

       

 

    1.  

 

    1. Sou a favor .A formação foi completa, definida pelo mec que coordena o curso. Isso que ocorre a posteriori é uma maneira de arrecadação camuflada onde a anuidade está entre as mais caras , sem contra partida equivalente ao custo .Os valores arrecadados são astronômicos juntamente com as taxas dos exames, onde vão parar esse mar de recursos? ???

       

       

 

    1.  

 

    1.  
       

 

    1. Unknown21/2/19 13:35

      Concordo com o projeto de lei o exame tem que acabar, Bacharel em Direito e advogado sim, #fim do exame da OAB, advogado sim.

      Responder

       

       

 

    1. O exame deveria ser obrigatório em TODAS as profissões.
      Está mais que claro que o MEC não é eficaz ao avaliar as instituições de ensino. Está cheio de faculdades ruins com cursos EAD reconhecidos pelo MEC que formam “profissionais” totalmente despreparados. Quem quer acabar com a prova da Ordem é porque não sabe o básico do que deveria. A prova é fácil pra quem estuda. Inclusive, assim como eu, tenho vários amigos que passaram na prova ainda na faculdade. Por mim, teria prova de reciclagem a cada 2 anos porque nossa área depende de constante atualização para não prejudicar os clientes e é cheio de advogado que passa vergonha por não ser atualizado.

      Responder

      Respostas

       

       

       

 

    1. Exatamente! Sem mais…

       

       

 

    1.  

 

    1. Você vai ao médico que pode te matar sem saber se ele foi reciclado! Cadê a isonomia! Um juiz é mais que um advogado e não pode ter OAB, o mesmo um ministro do supremo ou um desembargador!

       

       

 

    1.  

 

    1. Dá pra ver que de lei você não entende. Porque juiz não é MAIS que um advogado e ele não pode exercer a advocacia por motivos óbvios, mas tem que ter tido no mínimo 3 anos de experiência jurídica antes. Mas se vc está utilizando juiz para justificar acabar com a prova, quero saber quem te disse que juiz não faz prova para a magistratura? Vamos fazer assim então, em vez de ter a prova da ordem, todo bacharel faz uma prova nível de magistratura e SE passar pode exercer qualquer área jurídica.

       

       

 

    1.  

 

    1. AH! MINHA RESPOSTA FOI PARA O ANTÔNIO E NÃO PARA A MENSAGEM ORIGINAL. CONCORDO 100% QUE TODAS AS PROFISSÕES DEVERIAM TER PROVA E A RECICLAGEM COMO O COMENTÁRIO EM QUE TODOS ESTAMOS RESPONDENDO.

       

       

 

    1.  

 

    1. Somente os que não têm um conhecimento jurídico suficiente para passar no exame que querem o seu fim.
      Vai estudar pow
      e para de beber cerveja e curtir Carnaval

      Responder

       

       

 

    1. Esse projeto é inconstitucional. Bacharel em Direito não é advogado, assim como também não é juiz nem promotor. Por essa analogia, não precisaria de prova para ser juiz ou promotor ou delegado etc, pois são carreiras na área jurídica. A verdade é a seguinte: só tem preguiçoso que não quer estudar. A média deveria aumentar de 5 para 7 no exame de Ordem. E tá falado.

      Responder

      Respostas

       

       

       

 

    1. Pense antes de escrever. Juiz , promotor, delegado…são cargos públicos. Advogado é um cargo privado.
      Se for defensor público não precisa OAB. Ou seja: defensor público na visão torpe de alguns aqui não são advogados???

       

       

 

    1.  

 

    1. Concordo com o projeto de lei do deputado sou bacharel em direito desde de 2003. Já sou graduada em outra área pôr conta dessa prova Fim do exame da OAB.

      Responder

      Respostas

       

       

       

 

    1. FACULDADE TOP ESSA QUE VOCÊ FEZ HEIN!

       

       

 

    1.  

 

    1. Tem que acabar mesmo esse exame!
      ja temos pessimos medicos fazendo grandes erros medicos ai e nem se quer eles passam por um exame para poder tambem trabalhar, varias profissoes ai que fazeem erros grotescos e nimguem faz nada sera que essas profissoes tendo um exame para qualificar esses profissionais teria tanto mimimi quanto esse exame da oab!
      exame nao mede conhecimento o que vale e o dia a dia e a pratica!
      pelo fim do exame sim, se fosse um exame justo mais nao e so veem a reprovacao, que e o que eles lucram!alias lucra todos oab, cursinhosum verdadeiro cartel que e feito !
      acaba mesmo essa oab ou que seja feita prova pra todas as profissoes!

      Responder

 

    1. Lógico que existe exame para médico e também é obrigatório. VAI ESTUDAR

       

       

 

    1.  

 

    1. Qual? Anasem? Enquanto não reter o diploma ao fim do curso continuará como é hoje: totalmente inútil do ponto de vista prático. O ideal seria que mantivessem o exame do Ordem e que fossem instituídos testes análogos para todas as outras profissões.

       

       

 

    1.  

 

    1. Não seria o filho do senhor Presidente que NÃO CONSEGUIU PASSAR ATÉ HOJE apesar de ser formado em direito? Pensando sempre no povo….

      Responder

      Respostas

       

       

       

 

    1. kkkkk Ele tem que pensar no futuro pós política. Senão ele vai viver do que? Ah não, espera, ele já pode se aposentar depois de 8 anos de mandato (qualquer deputado). Eh, deputados que receberão suas gordas aposentadorias após 8 anos definindo nosso futuro, nossa previdência, morreremos trabalhando e a aposentadoria não chegará. E ainda tem gente que vem nas redes defender politico Aff

       

       

 

    1.  

 

    1. Vai estudar que passa.

      Responder

      Respostas

       

       

       

 

    1. Quem ESTUDA e aprende, não se submete a exigências que vão de encontro com a constituição.

       

       

 

    1.  

 

    1. Esses idiotas que defende a prova da ordem não conhece lei, se conhece-se saberia que a OAB foi extinta com a lei 11/91 pelo Presidente Colorado,OAB foi extinta seu idiotas e vocês defendendo e dando dinheiro para sustentar a corrupção.entra no site Fim do exame de ordem 1 ANB. Seus burros

      Responder

      Respostas

       

       

       

 

    1. Simples assim !!! So não precisava ofender os burros.kkk

       

       

 

    1.  

 

    1. Na minha humilde opinião, a prova da OAB deve sim continuar existindo, ora, cursei minha faculdade e percebi várias pessoas que apenas passavam com colas, se escoravam nos demais colegas, ou seja, o verdadeiro frequentador de aulas. O direito de outrem não pode ser jogado nas mãos de um cidadão deste. Nos EUA existe prova de ordem e na maioria dos países de primeiro mundo tambem. Ora, o que seria se colocarmos o direito a vida, liberdade, propriedade, igualdade e seguranca nas mãos destes que sequer tem a presteza de estudar para passar numa prova? É brincadeira, vao estudar.

      Responder

      Respostas

       

       

       

 

    1. Então culpe a Universidade, não o conjunto d alunos.
      Deveria sim acabar com essa aberração de prova a própria universidade através de avaliações contínua e a qualidades dos professores é capaz de ti aprovar e dizer q vc está apto a exercer a sua formação

       

       

 

    1.  

 

    1. Quem estuda e Absorve o que aprendeu, não se submeteria a esse concurso que é Inconstitucional.

      Responder

       

       

 

    1. Antes de acabar com o Exame de Ordem devem contratar mais Juízes e servidores, pois o atual sistema já não suporta a demanda razoavelmente de acordo com o mínimo de regularidade processual, imaginemos sem exigência do exame, quando qualquer um será advogado e poderá postular qualquer aberração sem nexo algum. O trabalho pra se manter minimamente a celeridade processual será 50 vezes mais árduo. O exame filtra uma parte dos despreparados, manter a rigidez é o mais correto a se fazer. Acabar com o exame é como impedir o aluno que não estuda ou que não vai às aulas no ensino médio de ser reprovado, uma estupidez sem precedentes. Projeto típico da ideologia progressista, onde se busca beneficiar quem não corre atrás daquilo que quer. Bola fora dessa vez deputado.

      Responder

      Respostas

       

       

       

 

    1. Ridículo sua comparação. I a Universidade que ti avaliou, que ti aprovou, que ti preparou durante dez semestres não teria a responsabilidade de ti aprovar e ti qualificar como apto ou seria somente para arrecadar dinheiro???

       

       

 

    1.  

 

    1. marx1366622/2/19 20:06

      Eu estudei por autores que não fizeram o exame, pois este exame consta de 1994 para cá. Autores de conhecimentos incontestáveis. Alguém pode usar o argumento: os tempos são outros. Concordo. Existem muitos bacharéis incapazes de defender uma tese por mais clara que ela seja. É verdade também.
      Então o que difere nosso tempo daquele de outrora quando se prescindia do exame? Respondo: EDUCAÇÃO DE QUALIDADE DESDE A BASE.
      O que aconteceu hj para que existisse tantos bacharéis tão incapazes ao ponto do ridículo, foi essa exacerbação dos cursos de direito e essa aceitação de qualquer um nessas faculdades sem passar por um exame vestibular coerente por conta do FIES garantidor de uma mensalidade paga na integralidade e sem atraso.
      Por outro lado vejo ADVOGADOS INSCRITOS soltando cada pedrada que me deixa horrorizado. Eu faço TCC para pós graduandos que não conseguem escrever um único paragrafo. Vêm o tempo todo me pedirem pra redigir peças – desculpem a franqueza. E são advogados que passaram na OAB.
      O que se deve fazer é dar educação de base, peneirar as instituições de ensino, apertar nos vestibulares, oferecer um curso de qualidade para quando formar o aluno ele esteja realmente capacitado.
      Não concordo em deixar nas mãos de uma instituição corrupta a legitimidade de colocar ou não no mercado profissionais que passaram 5 anos fazendo das tripas coração pra pagar as mensalidades ou fazendo dívida que agora não podem pagar porque uma organização que nem presta conta dos valores pagos pelas inscrições à fazenda, dizer quem pode ou quem não pode advogar.
      Quem é a FGV para dizer quem sabe ou não sabe o direito? Que não acata recursos por mais óbvio que seja o erro onde inúmeros professores demonstram em vídeos no YouTube e nos cursinhos que “aquela” questão está errada, mas ela não corrige. Eu mesmo fiz 9 recursos pra o XXVII exame com toda certeza do que tava fazendo e amparado por professores renomado até mesmo do CEISC, mas a FGV tem JURISDICERE acima de qualquer tribunal ou doutrinador e não deu provimento a nenhum.
      A OAB é um longa manus do PT que esta sempre contra os propósitos do atual governo. Sempre ao lado da injustiça e dos criminosos. Sempre do lado dos D. Humanos da velha guarda. Por isso sou contra. Esse povo honrado e trabalhador que fez sua faculdade com muito sacrifício deve trabalhar e o mercado saberá fazer a peneira. “Quem não tem competência não se estabelece”. Eu vejo um novo mercado surgindo: bacharéis em busca de cursos especializantes. (Será a nova demanda)
      Estão com medo de quê?
      A OAB DEVE CAIR.

       

      Marx Filho

       
       

 

    1.  

 

    1. No Brasil morrem por ano 31 mil pessoas por erro médico. A prova da OAB sempre foi questionável sob o ponto de vista que outros bacharéis não serem avaliados.
      Inclui nesta lista os professores bacharéis que abarrotam as escolas públicas. Vejam o resultado!
      Prova de avaliação para todos, com o mesmo rigor.

      Responder

       
       

 

    1. O que faz o advogado é

      Responder

       
       

 

    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Responder

       
       

 

    1. Sidney Leonardo22/2/19 06:08

      O que se devia fazer é aumentar o escore para a aprovação e o nivel da prova. Quem se dedica durante o curso e não perde tempo com distrações faz a prova com extrema facilidade.

      Responder

       

       

 

    1. Proposta mais que esdrúxula pois a prova da OAB além de agregar valor à formação do graduando impede o vagabundo que passou cinco anos levando o curso com a barriga de inflar o mercado.

       

      Responder

       

       

 

    1. De qualquer forma, aprovando ou não

      Deveria ser revisada a forma de cobrança.

      Pois paga -se 270 para prestar a primeira e a segunda fase. Se eu não passar na primeira ja comeram minha grana da segunda, Ou se não passar na segunda vou pra repescagem pagando mais metade…. pra mim parece máquina de fazer dinheiro.

      Creio que a OAB tem que estar nas faculdades fiscalizando, aplicando provas com fases enquanto o aluno estuda. Presta uma prova de proficiência anual por exemplo. Pra garantir que ao chegar no final do curso esteja apto se confiar no MEC para salvar vidas é o problema.

      E outra, Acho injusto as pessoas falarem que quem não estuda é que quer o fim do exame. Muita gente já foi vítima de má correção no exame, e teve que pagar novamente e novamente e novamente. falar que a faculdade ou o MEC erram e a OAB não é no mínimo leviano.

      Responder

       

       

 

    1. piada! nem consegue passar no Exame, tenho dó dos clientes!

      Responder

       

       

 

    1. edival Anchieta22/2/19 18:52

      bastante justo, o projeto.o Papel da OAB, é FISCALIZAR o exercício profissional. essa avaliação, se existir deve partir de entidades governamentais.ou das próprias faculdades.

      Responder

       

       

 

    1. marx1366622/2/19 19:52

      Eu estudei por autores que não fizeram o exame, pois este exame consta de 1994 para cá. Autores de conhecimentos incontestáveis. Alguém pode usar o argumento: os tempos são outros. Concordo. Existem muitos bacharéis incapazes de defender uma tese por mais clara que ela seja. É verdade também.
      Então o que difere nosso tempo daquele de outrora quando se prescindia do exame? Respondo: EDUCAÇÃO DE QUALIDADE DESDE A BASE.
      O que aconteceu hj para que existisse tantos bacharéis tão incapazes ao ponto do ridículo, foi essa exacerbação dos cursos de direito e essa aceitação de qualquer um nessas faculdades sem passar por um exame vestibular coerente por conta do FIES garantidor de uma mensalidade paga na integralidade e sem atraso.
      Por outro lado vejo ADVOGADOS INSCRITOS soltando cada pedrada que me deixa horrorizado. Eu faço TCC para pós graduandos que não conseguem escrever um único paragrafo. Vêm o tempo todo me pedirem pra redigir peças – desculpem a franqueza. E são advogados que passaram na OAB.
      O que se deve fazer é dar educação de base, peneirar as instituições de ensino, apertar nos vestibulares, oferecer um curso de qualidade para quando formar o aluno ele esteja realmente capacitado.
      Não concordo em deixar nas mãos de uma instituição corrupta a legitimidade de colocar ou não no mercado profissionais que passaram 5 anos fazendo das tripas coração pra pagar as mensalidades ou fazendo dívida que agora não podem pagar porque uma organização que nem presta conta dos valores pagos pelas inscrições à fazenda, dizer quem pode ou quem não pode advogar.
      Quem é a FGV para dizer quem sabe ou não sabe o direito? Que não acata recursos por mais óbvio que seja o erro onde inúmeros professores demonstram em vídeos no YouTube e nos cursinhos que “aquela” questão está errada, mas ela não corrige. Eu mesmo fiz 9 recursos pra o XXVII exame com toda certeza do que tava fazendo e amparado por professores renomado até mesmo do CEISC, mas a FGV tem JURISDICERE acima de qualquer tribunal ou doutrinador e não deu provimento a nenhum.
      A OAB é um longa manus do PT que esta sempre contra os propósitos do atual governo. Sempre ao lado da injustiça e dos criminosos. Sempre do lado dos D. Humanos da velha guarda. Por isso sou contra. Esse povo honrado e trabalhador que fez sua faculdade com muito sacrifício deve trabalhar e o mercado saberá fazer a peneira. “Quem não tem competência não se estabelece”. Eu vejo um novo mercado surgindo: bacharéis em busca de cursos especializantes. (Será a nova demanda)
      Estão com medo de quê?
      A OAB DEVE CAIR.

       

      Marx Filho

      Responder

       
       

 

    1. Isso é conversa para aqueles que não passam na prova! O mercado mesmo com a prova já está cheio de profissionais incompetentes, pensem se extinguir o exame?

      Parem com isso!

      Tanta coisa importante para se preocupar e vem com essa baboseira…

      Responder

       
       

 

    1. Projeto ridículo. O mercado já está saturado, imagine se o Exame de Ordem for extinto. Eu penso que a OAB deve torná-lo mais rigoroso, isso sim.

      Responder

       

       

 

    1. Curso de Direito virou prostibulo, uma faculdade particular em cada esquina, e com péssima qualidade de ensino. Garanto que mas investisses estaduais e federais a qualidade de ensino é bem diferente. Depois do FIES então, aí que o MEC tá pouco se importando em fechar faculdades privadas que tem nota baixa na avaliação realizada pelo mesmo a cada ano. Dai aparecem uns engraçadinhos querendo comparar o ensino oferecido no Brasil ( Porque aqui só RICO tem
      ensino de qualidade, o que é uma vergonha pelo valor exorbitante dos impostos que pagamos ), com os ensinos de escolas e instituições no exterior, onde a educação é prioridade e vem de berço ( Quero dizer que NÃO é preciso ser rico pra ter educação, no exterior Europa e América, funciona para TODOS, desde pequenos). A OAB é uma verdadeira quadrilha esquerdista, que só pensa em arrecadar seus milhões com anuidades, e realizações de exames de ordem, sem prestar conta de um conto que seja ! #AcabouAMamata #OBolsoChegou #OabNuncaMais #ThanksDeputado #ThanksPresidenteBolsonaro

      Responder

       

       

 

    1. Eu não sou contra a prova…porém apoio o projeto, pois isso se tornou uma máquina de fazer dinheiro,cursos e cursos direcionados para o exame sendo que a distância os ditos Ead..onlines da vida ganham fortunas e fortunas. Já que a Ordem cobra anuidade que reverta em prol da sociedade ofertando cursos aos bacharéis gratuitos pois todos nós sabemos que as nas salas de aulas ficamos a desejar e como ficamos …e é nesses cursinhos de que por incrível que pareça que aprendemos muitoooooo tipo 5 anos em 1 hahaha rir para não chorar.
      Ademais meus caros o valor da prova é exorbitante nenhum concurso público chega a esse valor ..
      Esquecem que bacharéis são recém formados e ditos ” pobres” porém honrados…e não advogados de luxo como dizem .
      Para terminar esse exame não prova nada …em qualquer profissão é dedicaçãox talento x sorte .
      Então que a OAB seja justa exame que condiz com a realidade, valor honesto e ou que seja feito algo a favor da categoria…cuida de seu jardim simples assim.

      Responder

       

       

 

  1. “ANJO”25/2/19 03:15

    Diferentemente do que alguns comentarias festejaram, sou favorável
    o fim do Exame da Ordem”
    Sou formado por uma das melhores faculdades de direito do país, com Mestrado em Ciências Penais – Master’s Degree pela Université Paris – Panthéon – Sorbone, professor universitário, muito bem sucedido na minha carreira e sou da opinião que o exame de ordem não afere a capacidade de quem se submete a ele.

     

    Não existe o que, erroneamente, costumam chamar de “bom advogado” . Toda e qualquer profissão exige apenas duas coisas para ser exercida. Competência e profissionalismo. Quem não tiver estes dois predicados nunca será bem sucedido em qualquer profissão.

    Sem citar nomes, temos o exemplo de um advogado que não sai da mídia em virtude de seu cliente vip e, mesmo assim, é considerado o advogado mais trapalhão do século.

    O mercado é uma verdadeira peneira àqueles que não possuem as duas qualidades acima citadas. Pode ser filho de Ministro, desembargador, ou de um advogado “medalhão”. Se não tiver competência e profissionalismo será engolido pelo mercado.

    Ao argumento de que o exame da OAB é um “mal necessário”, digo que males nunca são necessários.

    Concluindo, na minha opinião, com respeito às contrárias, o exame de Ordem é desnecessário e não afere a competência e o profissionalismo de quem nele é aprovado.

    Abraços.

    Responder

     
     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s